terça-feira, 28 de junho 2022

Dourados coopera com Associação Nipo-brasileiro para realização de Torneio Internacional de Gateball

Postado em 5 de abril de 2018, por Cléber Soares.

Uma comitiva da colônia nipônica em Dourados visitou a prefeita Délia Razuk na manhã desta quarta-feira para fazer o anúncio da realização do 5º Torneio Internacional de Gateball no município, em dois dias do mês de julho e solicitar parceria da Prefeitura de Dourados para a realização de algumas adequações. O evento deve reunir pelo menos 150 equipes do esporte na maior cidade do interior de Mato Grosso do Sul.

Durante a reunião ocorrida na sala de reuniões do gabinete, a prefeita Délia se colocou à disposição para contribuir no que for possível à administração. Segundo a prefeita, o turismo esportivo deve ser encarado como uma ferramenta importante de integração e de aprendizado para a comunidade local. “Temos que ser parceiros e mostrar Dourados da melhor forma possível, além de contribuir com a comunidade nipônica que tanto faz por nossa cidade. Receber um torneio internacional é, realmente, muito importante”, disse.

A prefeita pediu que fossem encaminhadas as solicitações e disse que, junto das respectivas secretarias, serão tomadas as medidas solicitadas pela associação.

Nélio Shiguaru Kurimoto, presidente da Associação Nipo-brasileira, destacou o cunho de integração que o torneio representa também para os mentores do esporte. “Além de receber equipes de outros países, representa a união de todas as pessoas ligadas ao esporte aqui no MS. Todo o Estado está empenhado”, disse.

O presidente ressaltou que Dourados está bem servido de hotelaria e alimentação, e alguns reparos no campo, por exemplo, e em outras estruturas nas quais a Prefeitura pode intervir, seriam as principais demandas.

Participaram da reunião os vereadores Junior Rodrigues, Cirilo Ramão, Braz Melo, Sérgio Nogueira e Idenor Machado, que também destacaram a parceria da Casa de Leis.

O Torneio Internacional de Gateball é realizado desde 2013, fruto de cooperação entre as federações do Brasil e Japão no esporte. Na primeira edição, Japão, China, Brasil, Uruguai, Paraguai e outros fizeram a demonstração de que o esporte tem representatividade e, por consequência, tornou-se uma competição de alto nível e consolidada.

No ano passado, a União Mundial de Gateball decidiu por fazer o torneio no Brasil e fez o convite a todos os países que mantém equipes na prática da modalidade. Nas quatro edições até aqui, a média de equipes participantes foi de 120 times. “Esperamos de 500 a 750 jogadores que, junto com familiares, representam uma visitação de mais de mil pessoas contando a média de times que deve estar na cidade”, disse Nelio.

Veja também

LEDA tem Aefa campeão do Sub 17 e fim da segunda rodada do 18º Amadorzão

O fim de semana foi bastante agitado nas competições da Liga Esportiva Douradense de Amadores, …